Translate

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

NASA e Google anuciam descoberta de novo planeta habitável.


A NASA divulgou uma nota para anunciar um comunicado à imprensa nesta quinta-feira, a fim de revelar mais uma descoberta por meio da sonda espacial Kepler (apelidada de ‘caçador de planetas’). A coletiva teve transmissão ao vivo pelo site oficial da agência norte-americana, em parceria com o Google.
O papel da gigante de buscas é auxiliar no processamento de dados criados pelo telescópio espacial por meio de machine learning.
clube caap
Os planetas fora do Sistema Solar conhecidos atualmente foram localizados devido à presença da sonda Kepler, lançada em 2009. As expectativas de pesquisadores é que exista ao menos um planeta em órbita para cada estrela em todo o espaço.
Vale lembrar que, no final de novembro, o milionário Yuri Milner havia pretensões de financiar um projeto – por meio de sua fundação Breakthrough Prize Foundation – para tentar encontrar vida alienígena no planeta Saturno.
clube caap
 A conferência de imprensa foi realizada por Paul Hertz, astrofísico diretor da NASA, e Christopher Shallue, líder em engenharia de software do Google. Completam a lista de pesquisadores presentes no evento o astrônomo Andrew Vanderburg e Jessie Dotson, cientista do projeto Kepler.

 O planeta recém-descoberto, denominado Kepler-90i, é um planeta rochoso e o menor de oito planetas do sistema Kepler-90. O planeta está tão perto da sua estrela que seu ano dura apenas 14 dias.
 Os pesquisadores programaram um computador para aprender a identificar os sinais fracos dos exoplanetas em trânsito de entre o vasto arquivo de dados do espaço profundo do telescópio Kepler, disse o comunicado.
Assim, foram encontrados dois exoplanetas até então desconhecidos: o Kepler 90i e o Kepler 80g, que pertence ao sistema de seis planetas que orbita outra estrela.
Os cientistas planejam usar o sistema computorizado para descobrir mais planetas, usando os dados coletados pelo Kepler sobre cerca de 150 mil estrelas.
  "O sistema está configurado como o nosso Sistema Solar, com os pequenos planetas localizados perto da estrela e os grandes planetas mais afastados. Este modelo evidencia que os planetas gasosos externos do sistema, que são aproximadamente de tamanho de Saturno e Júpiter, se formaram de maneira similar ao nosso Sistema Solar", informou o comunicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tudo sobre Sondas Espaciais !

  O  Clube Astronômico Amador Paraibano   organizou as informações essenciais para conhecer melhor as   principais sondas espaciais. Em uma...